Airbnb destina US$ 250 milhões a anfitriões prejudicados pela pandemia
31/03/2020 16:16 em Economia e Negócios

Proprietários receberão 25% do valor que teriam recebido pelo cancelamento de reservas em circunstâncias normais

O Airbnb anunciou nesta segunda-feira (30) uma medida para ajudar seus anfitriões a sobreviverem às perdas financeiras em meio à pandemia do coronavírus. A empresa vai destinar US$ 250 milhões aos proprietários de imóveis que tiveram prejuízo com os reembolsos pagos aos hóspedes.

Cerca de 25% do valor que o anfitrião teria recebido pelo cancelamento em circunstâncias normais será pago pelo Airbnb. O pagamento será válido para as reservas feitas entre 14 de março e 31 de maio. Já aos hóspedes, são prometidos reembolsos completos ou crédito para futuras estadias.

Falha de comunicação

Há algumas semanas, os anfitriões foram surpreendidos pela decisão da plataforma de reembolsar integralmente os hóspedes que cancelaram reservas para ficar em casa. "Embora eu acredite que fizemos a coisa certa ao priorizar a saúde e a segurança, lamento que tenhamos comunicado essa decisão aos anfitriões sem consultá-los, como parceiros deveriam [fazer]", disse o cofundador e chefe do Airbnb, Brian Chesky.

Ainda segundo o executivo, cerca de 50 mil anfitriões do Airbnb se ofereceram para disponibilizar suas casas para profissionais de saúde e socorristas que ajudam no combate à pandemia.

O Airbnb também criou um fundo de US$ 10 milhões aos "Super Anfitriões" (aqueles que receberam as melhores notas na plataforma) que precisem de ajuda para pagar o financiamento de suas casas ou o aluguel. Do total, os três cofundadores do Airbnb contribuíram com US$ 9 milhões, enquanto o restante veio de doações dos funcionários da empresa.

 

Via: TechXplore/Olhar Digital

COMENTÁRIOS

      

      

          

PUBLICIDADE