Há 38 anos, Kid Abelha fazia uma das melhores estreias do rock nacional
15/06/2022 15:57 em Música

 

Reprodução

A trupe de Paula Toller ainda nem tinha nome, mas tinha hits - e vários deles: "Seu Espião" mudou o jeito de fazer rock nos anos 1980 e trouxe sucessos como "Pintura Íntima", "Fixação" e "Como Eu Quero".

Embora não faltem bons candidatos, nenhum disco de estreia de um artista brasileiro dos anos 1980 é tão impressionante quanto o primeiro do Kid Abelha & Os Abóboras Selvagens. Aliado ao fato de que a história da banda é praticamente um conto de fadas do rock daquela geração, a sequência de hits que o grupo enfileira ajudou a tornar tacanha a MPB que havia dominado a década anterior.

Kid Abelha e os Abóboras Selvagens (Reprodução) 

O Kid Abelha surgiu quando Paula Toller, depois de ver uma apresentação do Gang 90 na televisão, descobriu o que queria ser da vida. Quando conheceu o futuro namorado Leoni na universidade, começou a frequentar os ensaios de sua banda Chrisma, que em nada soava como o futuro grupo. A chegada dos anos 1980 e o início do fim da ditadura militar deram um gás em toda uma geração de adolescentes. No Rio, esta safra se materializou ao redor do happening chamado Circo Voador, e o antigo grupo, que agora contava com Bruno Fortunato, George Israel e Beni Borja além de Leoni e Paula, passou a tocar na nova casa de shows e foi chamado para participar da coletânea Rock Voador, que reunia vários dos nomes daquela geração.

'Seu Espião' de Kid Abelha e os Abóboras Selvagens (Reprodução)

O nome inusitado do grupo – escolhido durante uma entrevista ao vivo na rádio Fluminense – ajudava a chamar atenção, mas o primeiro compacto lançado em 1983 (com “Pintura Íntima” no lado A e “Por Que Não Eu?” no lado B) e a presença meio tímida, meio blasé de Paula Toller transformaram o grupo em um sucesso.

O início de 1984 confirmou as expectativas com o emblemático Seu Espião(WEA Discos, 1984). As referências estéticas vão da new wave ao tecnopop e os temas adolescentes das canções não tratavam o ouvinte de forma paternalista, afinal, a banda tinha a mesma faixa etária de seu público. Além das faixas do primeiro single, o disco ainda emplacaria “Fixação”, “Alice”, a faixa-título e as baladas “Nada Tanto Assim” e “Como Eu Quero”, esta última pinçada pelo produtor Liminha quase no fim da gravação, dos rascunhos que a banda pensava em descartar. É o grande álbum de new wave brasileiro, um disco pop perfeito.

 

Destaques do álbum incluem as faixas “Como Eu Quero”, “Fixação”, “Nada Tanto Assim” e “Pintura Íntima”.

Ouça abaixo o álbum completo Seu Espião:  

Por: Rollingstone

COMENTÁRIOS

       

           

          

PUBLICIDADE