Fatboy Slim toca para 3 mil pessoas em festa teste sem restrições na Inglaterra: 'Alegria absoluta'
03/05/2021 11:28 em Mundo

Gettyimages-fatboyslim-mackenziesweetnam.jpg

DJ se apresentou no evento The First Dance, em Liverpool. Todos participantes fizeram testes para Covid-19 e preencheram questionários médicos.

O famoso DJ Fatboy Slim, conhecido pelos hits "Praise You" e "The Rockafeller Skank", teve o tão esperado gostinho de poder tocar para um grande público após 14 meses sem eventos devido à pandemia do coronavírus. Neste fim de semana aconteceu em Liverpool, Inglaterra, uma festa piloto para ver como instalações podem ser reabertas com segurança.

De nome The First Dance, o evento iniciado na sexta, 30, foi realizado na boate Circuse durou duas noites. Com autorização e apoio do governo britânico, o público não precisou usar itens de proteção contra Covid-19 na festa experimento, como máscaras e álcool gel, e nem praticar o distanciamento social.

"Ser DJ na noite The First Dance foi uma alegria absoluta", celebrou Fatboy Slim ao NME  após ter tocado para três mil pessoas no evento realizado nos moldes antigos. "Foi muito estranho entrar lá, porque estamos tão acostumados a não estar entre tantas pessoas. Voltar para um clube pela primeira vez em muito tempo me deu aquela sensação de 'cabelos arrepiados na nuca'; uma excitação, mas também uma agitação de nervos", continuou.

Segundo o DJ de 57 anos, parecia que ele estava reencontrando um amigo que não via há muito tempo: "Foi como rever um velho amigo que você não vê há um ano e, então, quando o vê, você simplesmente continua a mesma conversa que parou. Ninguém se esqueceu de como tudo funciona. Foi tipo: 'Lá vamos nós de novo.' É muito parecido com andar de bicicleta."

No entanto, Fatboy Slim não escondeu o nervosismo de estar atrás de pickups diante de pessoas dançando. "Pisar no palco e ver as pessoas sem máscaras foi bastante surreal também. Eu não posso mentir, houve um pequeno pânico porque eu estava preocupado que pudesse estar enferrujado depois de não discotecar ao vivo por mais de um ano. Eu estava muito nervoso. Então, me lembrei do quanto amo o meu trabalho e de como ele interage e conversa com a multidão."

Do ponto de vista do DJ, ele relatou como as pessoas se comportavam: "Havia uma sensação alegre de liberdade, embora temporária. Foi muito emocionante. Houve momentos ao longo da noite em que as pessoas choravam. As pessoas também estavam aproveitando ao máximo aquele momento de liberdade e lambendo o rosto umas das outras."

Todas as pessoas que participaram da The First Dance tiveram que fazer testes para Covid-19 e preencher formulários médicos. "Tínhamos consciência de que éramos cobaias e estávamos abertos à infecção. Mas, igualmente, a nossa recompensa foi ficar por várias horas fora das restrições. Todos estavam se entregando ao espírito daquilo; não havia ninguém assustado lá", disse Fatboy Slim.

"Não parecia como um sonho, e sim como um retorno à realidade. Parecia que estávamos de volta ao normal e que o distanciamento social e as máscaras tinham sido o sonho," finalizou o DJ.

Na próxima quarta-feira, 5, todas as pessoas que participaram da festa farão testes para Covid-19para ver os resultados. 

Por: RollingStone

COMENTÁRIOS

       

     

          

PUBLICIDADE