Mexa-se e fique mais inteligente!
05/06/2024 15:54 em Ciência

Foto: Istock Getty Images

A neurociência pode explicar como o exercício físico pode transformar seu cérebro!O PhD Fabio Vieira destaca a atenção que o assunto merece!!!

 

Por: Rosália Oliveira, Rádio Conectados 

 

O especialista, graduado em Licenciatura Plena em Educação Física,  está atualmente focado no desenvolvimento de estudos sobre a importância da atividade física apoiado nos campos de conhecimentos das neurociências. Levando em consideração o que é notoriamente comprovado o quão faz bem praticar atividades físicas para a saúde, o que também atinge o cognitivo humano.

Aprofundando-se na neurociência, essa importância vai muito além da estética ou da manutenção da saúde corporal, faz muito bem ao cérebro. É possível observar que a pratica regular de exercícios físicos melhora sobremaneira o processo de aprendizagem e o funcionamento da memória.

Também especialista em “Atividade Física, Esporte e Saúde”,  ele ressalta em seus estudos  que a atividade física faz com que os neurônios sejam estimulados a novas conexões sinápticas e novos engramas mentais, além do aproveitamento de hormônios com o principal efeito da mente influenciando o corpo em todos os momentos, pré, durante e pós a atividade física.

Foto: Divulgação

Estudos apontam que é recomendado que, desde a infância, as crianças devem ser estimuladas a seguirem a prática de exercícios físicos direcionados às particularidades inerentes à idade e ao processo de desenvolvimento cognitivo e motor, assim como o desenvolvimento da aderência à continuidade da prática futura. Assim, naturalmente, esse ser em formação, terá mais disciplina, melhor alimentação, aumento no vocabulário motor, e, em consequência, diminuindo o risco de estresse descontrolado, depressão, além de outras doenças crônicas, sobretudo, o organismo como um todo tende a ficar mais fortalecido e com menos chance de adoecer pela melhoria na imunidade.

Quando se fala sobre adultos, o cuidado com a saúde também é relevante, principalmente no combate ao sedentarismo, que no Brasil apresenta alto índice, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, 47% dos brasileiros apresentam comportamento sedentário. Nesse momento, deve-se colocar o foco na promoção da saúde, e na tentativa de evitar doenças como hipertensão, osteoporose, diabetes, Alzheimer entre outras, que, com a adoção da prática de atividades físicas tendem a ser atenuadas.

A conexão entre corpo e mente tem servido como parâmetro para diversos estudos, e, o que é comum a todos os estudos é que a pratica de exercícios físicos fortalece tanto o emocional quanto o físico, fortalecendo completamente esse equilíbrio de “mente sã em corpo são”. Fabio Vieira sinaliza que “se a saúde da mente não vai bem, nosso corpo começa a não ir também. E, que, qualquer individuo deve procurar uma atividade física que se identifique para começar a praticar e se movimentar”. A orientação é que sempre procurem por um profissional qualificado e credenciado no conselho profissional.

COMENTÁRIOS