Melhorias na remoção de sons externos estão chegando ao Google Meet
14/06/2022 14:19 em Tecnologia

O Google Meet já contava com uma função que removia sons externos (como o toque do teclado de um usuário com microfone aberto), e a empresa de Mountain View anunciou na noite da última segunda-feira (13), uma atualização que aprimora ainda mais o serviço.

Desde, bem, ontem, o Google Meet também consegue remover barulhos externos captados pelos microfones dos usuários de uma videochamada, aprimorando a reprodução de áudio ao priorizar os sons pertinentes à conversa. Em resumo: você vai ouvir a voz do participante da reunião, mas não vai perceber mais a vibração capturada pelo microfone se ele estiver em uma superfície muito dura ou muito lisa.

Microfones, mesmo os de fones de ouvido mais simples, podem causar reverberação na voz de quem fala através deles: uma atualização no Google Meet promete acabar com esse problema (Imagem: A9 STUDIO/Shutterstock)

Sim, é uma atualização bem mais refinada do que, digamos, apagar o som do cachorro latindo no quintal, mas ainda assim, essas pequenas vibrações atrapalham consideravelmente uma conversa, dependendo de onde você está (reuniões em espaços de coworking – mesmo aqueles com cabines privativas para videochamadas -, por exemplo).

Pense assim: a não ser que você esteja em um estúdio específico de captura de áudio (como o estúdio do Olhar Digital para nossas narrações em vídeos), se você prestar atenção, perceberá que sua voz bate em superfícies lisas e “volta” até você. Esse retorno, chamado “reverberação”, é capturado por boa parte dos microfones da atualidade, que estão cada vez mais sensíveis. Dependendo da captura, parece que a pessoa falou a mesma frase duas vezes seguidas.

É isso que a atualização do Google se propõe a remover.

Apresentadores de podcasts podem se beneficiar bastante dessa novidade: imagine que um programa receba um convidado que atende via Google Meet – a reverberação do microfone pode ser eliminada pelo novo recurso.

Diz o Google que a novidade já está disponível para todos os usuários do app de videochamadas, independente de ele ter uma assinatura paga ou gratuita.

 

Por: Olhar Digital

COMENTÁRIOS

       

           

          

PUBLICIDADE