Alec Baldwin: o que são armas cenográficas e por que são perigosas?
22/10/2021 15:11 em Mundo

Em um set de filmagem, uma tragédia da vida real aconteceu. De acordo com a polícia nesta sexta-feira (22), o ator Alec Baldwin, de 63 anos, disparou uma arma cenográfica que matou a cineasta Halyna Hutchins e feriu o diretor Joel Souza em um local no Novo México, nos Estados Unidos (EUA). Os envolvidos estavam trabalhando em um filme independente de faroeste, chamado ‘Rust’, que seria lançado em 2022.

Enquanto comoção e homenagens de entidades, artistas e internautas nas redes sociais são feitas à diretora de fotografia, de 42 anos, Baldwin estaria “extremamente abalado”. Um jornal local o encontrou em prantos do lado de fora do departamento policial no condado de Santa Fé.

Uma investigação está em andamento, mas ainda não é de noção pública o motivo que levou a gravação da cena a dar errado. A empresa que produz ‘Rust’ disse que “houve um acidente no set no Novo México, envolvendo uma falha de ignição, que levou ao disparo da arma cenográfica”. O ator, por ora, não se manifestou sobre o assunto.

Esses incidentes, apesar de já terem ocorrido, são raros e as notícias sempre surpreendem o público e a indústria cinematográfica. Isso porque uso de armas de fogo no set está sujeito a rígidos padrões de segurança. “No filme que fiz recentemente, até minha arma de plástico precisou de autorização, [uma] assinatura todos os dias”, disse o ator australiano Rhys Muldoon à BBC. “Então, é por isso que este caso em particular é tão incrivelmente desconcertante”.

Alec Baldwin mata cinegrafista acidentalmente com disparo de arma cenográfica. Imagem: lev radin / Shutterstock.com

Apesar de parecerem inócuas, as armas cenográficas podem ser perigosas.

Como funciona uma arma cenográfica?

De forma resumida, as armas cenográficas utilizadas em gravações de filmes e séries são reais. O “porte”, inclusive, conta com um certificado especial para que os estúdios trabalhem com as mesmas.

 

A diferença, porém, está na bala. Um revólver comum, por exemplo, é carregado com um cartucho com pólvora, que sofre uma explosão e dispara o projétil. Nos sets, por outro lado, são utilizadas balas de festim ou algodão – algo que garante o barulho e até, em alguns casos, o flash do tiro, mas sem disparar de verdade.

Em peças de teatro, na maioria das vezes, são utilizadas réplicas de armas com dispositivos de segurança ou até mesmo não operáveis, com o objetivo de impedir situações como a que aconteceu com Baldwin.

Como uma arma cenográfica pode ser usada de forma segura?

A morte de Halyna destaca um problema com as armas cenográficas – mesmo sem uma ponta de bala, elas têm um poder enorme capaz de machucar e até matar.

Para aumentar o risco, alguns filmes usam “munição” extra para tornar o impacto visual e sonoro mais forte. Por isso, sets de filmagem geralmente têm regras rígidas sobre o uso dos instrumentos e contam com especialistas de produção que aconselham diariamente os atores sobre a utilização correta.

Existem medidas básicas de segurança em cada set”, disse Mike Tristano à BBC, um armeiro que já trabalhou com Alec Baldwin no passado. “Você nunca aponta uma arma, mesmo que não seja uma arma de fogo, para qualquer outra pessoa. Estou perdido como isso pode ter acontecido e como poderia ter causado tantos danos”.

Uma tomada comum em um filme mostra um ator atirando contra a câmera e Steven Hall, que trabalhou em filmes como ‘Corações de Ferro’ e ‘O Jogo da Imitação’, diz que isso só acontece com toda proteção necessária.

Se você estiver na mira, você teria uma máscara facial, óculos de proteção, ficaria atrás de uma tela Perspex e minimizaria o número de pessoas perto da câmera”, explicou. “Não entendo como duas pessoas foram feridas, uma tragicamente morta, no mesmo evento”.

Outros profissionais que trabalham com cinema se perguntam por que, em uma época que efeitos especiais de armas podem ser adicionados por meio de computadores, armas cenográficas ainda estão sendo usadas. “Não há mais razão para ter armas falsas carregadas ou qualquer coisa no set. Deveria ser totalmente proibido”, tuitou Craig Zobel, ator e diretor cujos créditos incluem ‘Westworld’ e ‘Mare of Easttown’.

“Armas cenográficas são armas”, tuitou o jornalista David Slack, conhecido do meio. “Têm pólvora de verdade e podem ferir ou matar. Se você estiver em um cenário onde armas de suporte são tratadas sem o devido cuidado e manuseio seguro, afaste-se. Nenhum show ou tiro vale a pena arriscar a vida das pessoas”, acrescentou.

 

Casos semelhantes antes de Alec Baldwin

O acidente no set de filmagens de ‘Rust’ não foi o primeiro que vitimou uma pessoa em Hollywood. O ocorrido lembrou bastante a mídia e os fãs nas redes sociais um trágico evento que aconteceu em 31 de março de 1993. Quando filmava cenas do longa ‘O Corvo’, o ator Brandon Lee, de 28 anos, filho de Bruce Lee (1940-1973) morreu após ser atingido fatalmente.

A arma foi disparada pelo também ator Michael Masse, que deveria dar um tiro de festim no peito do personagem, o disparo foi fatal. O acidente abalou Masse ao ponto de ele fazer uma pausa na carreira durante um ano. E, para finalizar o longa, foi usado um dublê e também efeitos especiais de substituição facial usando o rosto de Lee.

O vídeo com a filmagem do acidente fatal foi usado como prova nas investigações e, posteriormente, destruído como decisão do acordo judicial.

 

Brandon Lee, filho de Bruce Lee, também foi morto por tiro acidental em filmagens. Imagem: Buena Vista Pictures/Divulgação

Em outro incidente, em 1984, o ator estadunidense Jon-Erik Hexum começou a brincar no set de um programa de televisão depois de ficar frustrado com atrasos nas filmagens. Ele carregou um revólver com munição falsa, girou a câmera para si, colocou a arma na têmpora e atirou.

Ao contrário de Lee, ele não foi morto pelo projétil, mas a força da explosão foi forte o suficiente para fraturar o crânio. Ele morreu dias depois no hospital.

 

Fonte: BBC via Olhar Digital

COMENTÁRIOS

       

           

          

PUBLICIDADE