O que fazer se você perder o celular ou tiver o aparelho roubado
02/03/2019 11:24 em Dica

Fonte: Reprodução

O Carnaval está aí e você quer curtir, certo? Seja no bloco, seja nos desfiles das escolas de samba, seja em alguma festa, é bom prestar atenção para sua folia não virar um problemão. Saiba o que fazer caso seu celular seja roubado ou perdido.

 

O que fazer caso você perca o celular?

Um dos problemas que você pode enfrentar durante esses dias de festa é perder o celular — derrubar por aí, esquecer no táxi, simplesmente colocar em algum lugar e esquecer, entre muitas outras possibilidades.

Felizmente, tanto Android quanto iOS oferecem ferramentas para tentar localizar o smartphone e recuperá-lo.

O Android tem um gerenciador de dispositivos nativo — todo aparelho com o sistema operacional conta com esse recurso. Para acessá-lo, basta entrar em android.com/devicemanager e fazer login com sua conta do Google. No site, você consegue ver onde seu Android foi localizado pela última vez e quando foi a última vez que ele esteve online.

Se a localização é a da sua casa (ou de outro lugar onde você está, como uma casa de praia, por exemplo) e você não encontra o aparelho, você pode fazê-lo tocar, mesmo que ele esteja no modo silencioso. Se não for esse o caso, também dá para proteger as informações do aparelho, colocar na tela uma mensagem e um número para discar e, na pior das hipóteses, apagar todos os dados do smartphone.

Alguns apps para Android oferecem essa mesma proteção com alguns extras. É o caso do Cerberus, que permite gravar áudio e vídeo do smartphone perdido, tirar screenshots e receber alertas caso seu celular saia de determinada região previamente delimitada por você.

 

O iOS também conta com recusos nativos parecidos com os do Android. Por meio do iCloud, você consegue usar o Find My iPhone para descobrir a localização do seu iPhone perdido, fazê-lo tocar som, mostrar um número de telefone para contato e, na pior das hipóteses, apagar os dados do aparelho. Você não precisa instalar nada no seu iPhone — em outros aparelhos da Apple, é necessário baixar um app.

O ecossistema do iOS também tem outros aplicativos com recursos adicionais. É o caso do Prey, que usa Wi-Fi e GPS para verificar a localização do iPhone, grava informações de rede e tira fotos de quem encontrar o celular usando tanto a câmera frontal quanto a câmera traseira.

 

O que fazer caso seu celular seja roubado?

Mesmo com tantos recursos, pode ser que seu celular não tenha sido encontrado por nenhuma alma cheia das melhores intenções ou pode ser que você tenha sido vítima de um roubo mesmo.

Neste caso, ligue para sua operadora e solicite o bloqueio da linha. Isso é necessário para evitar o uso de seus créditos ou de sua conta.

Também é necessário solicitar na operadora o bloqueio do IMEI. O IMEI é um número único de cada aparelho, como se fosse uma espécie de “CPF do celular”. Ele está na caixa do aparelho, na nota fiscal e no selo de homologação da Anatel. Se você não tiver mais nada disso, também dá para acessá-lo:

  • Se seu celular é Android, entre em android.com/devicemanager, faça login com sua conta do Google e clique no ícone de informações (um pequeno “i” dentro de um círculo). O IMEI estará lá.
  • Se seu celular é iPhone, entre no ID Apple, coloque suas informações de login, vá até a seção “Dispositivos” e selecione seu aparelho. O IMEI estará lá.

De posse do IMEI do aparelho roubado, faça um boletim de ocorrência do roubo em uma delegacia ou, caso o Estado onde você está disponibilize essa opção, pela Internet.

Feito isso, ligue para a sua operadora e solicite o bloqueio do IMEI. Isso deverá dificultar a vida de quem ficar com o aparelho roubado, pois a ativação do dispositivo na operadora será impedida.

Curtir o Carnaval (ou qualquer outra festa, caso você não seja grande fã de blocos e desfiles) pode ser bem divertido. Você só precisa tomar cuidado com seus pertences e com você mesmo para não sair prejudicado.

Fonte: GizModo

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!

           

      

         

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE