Amazon inicia vendas diretas no Brasil e anuncia expansão de categorias
22/01/2019 16:17 em Novidades

Foto: Reprodução

A Amazon anunciou nesta terça-feira (22) a expansão de suas operações no Brasil. A companhia também informou que inaugurou um novo centro de distribuição, localizado em Cajamar, na Grande São Paulo. Com este lançamento, a Amazon.com.br passa a oferecer mais de 20 milhões de produtos em 15 categorias, que incluem itens vendidos e entregues pela Amazon, ou por vendedores parceiros, incluindo empresas brasileiras de pequeno e médio porte.

Na segunda-feira (21), um relatório do BTG Pactual, reportado inicialmente pela Reuters, já sinalizava a expansão da operação brasileira da Amazon. O início das vendas diretas pela varejista no Brasil, segundo os analistas, seria um reflexo de atrasos desencadeados, principalmente, por uma estrutura logística e pela complexidade do sistema tributário brasileiro. A Amazon passa agora a vender diretamente um catálogo de produtos maior, para além dos livros que já vendia diretamente.  

Ao iniciar a operação de venda direta, a Amazon indica que está pronta para fortalecer investimentos em parcerias com operadores e transportadores que atuam no regime conhecido como "última milha", em que produtos comprados na internet são entregues em poucas horas. A expectativa é que a gigante do varejo também lance por aqui a sua funcionalidade "Fulfillment by Amazon", um modelo de parceria que inclui soluções de logística, armazenamento e reputação para os lojistas que vendem no marketplace. Entretanto, na avaliação do BTG essa última abordagem aconteceria de forma gradual dada a concorrência de nomes como Magazine Luiza e B2W.

Nesta semana, o marketplace lançou quatro novas categorias: Bebê, Beleza, Cuidados Pessoais e Brinquedos. O novo centro de distribuição de Cajamar vem também para acelerar a entrega para clientes. Quanto ao frete, a Amazon informou que será gratuito para pedidos a partir de R$ 149, válido para todo o Brasil. Uma opção de Entrega Expressa se dará em até 3 dias para capitais e cidades elegíveis das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Consumidores das regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba podem optar pela Entrega Prioritária e receber seus produtos em 1 a 2 dias.

“O anúncio de hoje representa mais um marco histórico para nós. Estamos muito felizes em aumentar a quantidade de categorias e produtos que oferecemos para nossos clientes, com o compromisso de continuar trazendo a melhor experiência de compra e ofertas, como temos feito desde o lançamento da nossa operação com livros no Brasil há seis anos”, afirmou Alex Szapiro, Country Manager da Amazon no Brasil em nota. “Para oferecer a melhor experiência de entrega, lançamos um novo Centro de Distribuição, possibilitando a entrega rápida para milhares de produtos, criando centenas de empregos diretos e indiretos. Com a expansão de hoje, reiteramos nosso compromisso de longo prazo com o Brasil e com nossos clientes”.

A notícia refletiu nas ações das varejistas brasileiras. Na segunda-feira (21), a Reuters apontou que as ações da B2W perdiam 3,76 por cento, enquanto os papéis da Magazine Luiza caíam 3,04%, os da Lojas Americanas seguiam recuo de 2,74% e a Via Varejo com queda de 0,82%.

A tendência é que as ações dessas empresas encarem volatilidade no curto prazo, avaliou o BTG.  Entretanto, os analistas apontam que a empresa seguirá enfrentando concorrência acirrada no Brasil uma vez que as varejistas brasileiras já estão bem estabelecidas entre consumidores e investiram nos últimos anos para construir um ecossistema que prioriza a experiência do usuário.

Fonte: IDGNow!

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PARCEIROS

 

Parceiros:

           

Apoiadores:

      

         

Realização: