Senado dá mais um passo para permitir acúmulo de internet móvel
10/08/2017 - 11h46 em Política

(Foto: Reprodução)

REDAÇÃO OLHAR DIGITAL | 09/08/2017

 

Atualmente, um pacote de dados dura um mês, independentemente de você usar tudo o que ele oferece ou não. Mas no futuro isso pode ser diferente, e hoje, 9, o Senado Federal deu mais um passo para permitir o acúmulo do saldo de dados móveis por até dois meses.

 

A Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC) do Senado Federal aprovou o Projeto de Lei do Senado (PLS) 110/2017. O texto prevê que o saldo de dados de um pacote de internet móvel oferecido pelas operadoras não expire ao final do mês, e sim permaneça disponível para os consumidores usarem em até dois meses.

 

Isso significa que, caso você use 800 MB de um pacote de 1 GB em um mês, ainda poderá usar os 200 MB restantes no mês seguinte. Atualmente, essa quantia não usada é simplesmente perdida pelo consumidor, que acaba pagando por um serviço que não usa.

 

O projeto é do senador Dário Berger (PMDB-SC), que argumenta que o sistema atual de franquia limita o acesso à internet do usuário e força a aquisição de sucessivos pacotes de dados.

 

 

A proposta já havia sido aprovada pela Comissão de Ciência e Tecnologia no mês passado e agora segue para ser votada pela Câmara dos Deputados.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PARCEIROS

 

Parceiros:

          

Apoiadores:

             

Realização: