Quarta-feira, 5 de julho de 2017 às 10:11 em Mundo
China inaugura usina solar em formato de panda

Usina solar em formato da panda na China (PNUD/Divulgação)

 

A planta Datong tem capacidade instalada de 100 MW (megawatt)

 

 

Por redação 4 jul 2017

 

O grupo chinês CMNE (China Merchants New Energy), um dos principais investidores em energia solar do país, acaba de inaugurar a primeira de uma série de usinas em formato de panda, animal símbolo da China.

 

A central solar Datong, que fica na província Shanxi, tem capacidade instalada de 100 MW (megawatt) —50 MW já foram conectados à rede.

 

Segundo a CMNE, em sua capacidade total, a usina poderá oferecer 3,2 bilhões de kWh (quilowatt-hora) de energia verde em 25 anos, “o equivalente a economizar 1,056 milhões de toneladas de carvão ou a reduzir 2,74 milhões de toneladas de emissões de dióxido de carbono”, afirma a empresa em nota.

 

O projeto foi lançado em maio de 2016, como parte de um acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) para construir centrais solares com formato de panda.

 

A empresa diz que a iniciativa “é de grande importância para a implementação global de energia verde, a comunicação do conceito verde e a transformação de energia.”

 

 

Nos próximos cinco anos, o programa “Panda 100” construirá plantas solares no mesmo estilo em diversas regiões da China.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!